Buscar

TERCEIRA MAIOR ENCHENTE DESDE 1956 NA REGIÃO DOS VALES, NO RIO GRANDE DO SUL

O Rio Taquari alcançou os 27,39 metros por volta da 01 hora da madrugada da última quinta-feira (9) no município de Lajeado-RS. Em abril de 1956, nível chegou a 28,86 metros. A maior enchente com elevação da história registrado na região foi em 1941, alcançando 29,92 metros.


Abaixo você tem uma comparação na escadaria de Estrela da enchente atual para a maior da história. (Fotos da Rádio Independente) Não se engane na foto: A foto atual foi tirada de perto e a de 1941 foi tirada de longe com maior campo de visão.


Segundo o município de Encantado-RS, o nível do rio às 18h30 da última quarta-feira (08) chegou a 20,27m, sendo considerado a maior cheia da história do município, superando, inclusive a enchente de 1941.


A Metade Norte do Rio Grande do Sul vem passando por uma situação caótica nos últimos dias e sem previsão de melhoras na próxima semana. Tudo isso está acontecendo por 4 fatores: Ciclone Bomba no dia 30 de junho e 1 de julho, chuva de fraca a moderada intensidade no domingo (5 de julho), Ciclone Extratropical no dia 07 e 08 de julho e a chuva prevista para este final de semana, 11 e 12 de Julho. Essa combinação de chuva volumosa registrada e prevista para as próximas 48 horas, mantém o solo muito encharcado e sem condições de escoamento, trazendo alto risco para deslizamentos de terra, queda de barreiras e o principal: As enchentes.


No município de Lajeado, um dos mais afetados, 40 mil pessoas sofreram diretamente e indiretamente pela enchente, sendo que muitos tiveram que sair de suas residências e ficar em ginásios improvisados enquanto aguardam o nível do rio estabilizar novamente.


No decorrer dos próximos dias, com chance de chuva no final de semana, uma enchente sem precedentes é prevista não somente em municípios do interior, mas na região metropolitana de Porto Alegre. A medição feita na manhã desta sexta-feira (10) mostrou que o Rio dos Sinos atingiu 7,29 metros na régua de Campo Bom-RS, com tendência de aumentar nas próximas horas. Municípios como Campo Bom, Sapucaia, Esteio, Canoas, Novo Hamburgo e São Leopoldo, podem sofrer brevemente com a cheia, de acordo com alerta emitido pela Defesa Civil Estadual. O objetivo é que se comece a sensibilizar famílias ribeirinhas sobre a possibilidade de se deixar as casas antes do final de semana.

Em 24 horas, o rio Guaíba subiu de 2,02 metros para 2,32 metros, com tendência de aumentar ainda mais nas próximas 48 horas, provocando alagamentos nas ilhas de Porto Alegre.

Sem emprego, com um filho e a esposa, Cristian Santos, de 40 anos, vive em uma palafita suspensa por madeiras na Ilha das Flores, em Porto Alegre-RS, pois já sabem dos riscos que podem ocorrer com a elevação do rio Guaíba em dias de muita chuva.


Com áreas já alagadas, moradores da Ilha das Flores usam caixa d'água como embarcação para sair de suas casas para realizar tarefas como ir ao supermercado comprar alimentos.


Os moradores ainda não foram retirados de suas casas, destaca a Defesa Civil de Porto Alegre. Segundo informações do órgão, a água não atingiu as casas, apenas provocou alagamento na ruas, pois acredita que o vento nordeste irá provocar o escoamento da água, mas, infelizmente, a tendência é do rio Guaíba subir muito nas próximas 48 horas. Para atingir as casas, o nível do rio deve estar em 2,40 metros na régua de medição localizada no Cais Mauá. Falta pouco!




294 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.