Buscar

TEMPO SEVERO NO RIO GRANDE DO SUL E ISOLADO SOBRE SANTA CATARINA

Um sistema de baixa pressão atmosférica (ciclone) irá se formar nesta próxima quinta-feira (10) sobre a costa do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, dando origem em uma nova frente fria (sistema frontal). Antes disso, a pressão atmosférica tende a cair no decorrer desta quarta-feira (09), e tendo reforço dos Jatos em Baixos Níveis (JBN) que trás ar quente e úmido da Amazônia para ambos os Estados, acaba criando um cenário de tempo severo, onde não é descartado temporais acompanhados de descargas elétricas (raios), ventania, queda de granizo, variando entre miúdo e médio, e muita chuva.

O cenário previsto entre essa tarde e noite é preocupante, e precisa de um acompanhamento constante, pois os riscos de supercélulas é extremamente alto, e as chances de danos e prejuízos não é descartado entre o Centro-Leste do RS e SC.


Abaixo temos uma ideia melhor das instabilidades se formando e avançando sobre os Estados do RS e SC:


Essa matéria é uma prevenção diante das projeções esperadas para as próximas horas.


Nossa equipe chama atenção também para as chances de chuva ácida no Estado gaúcho. Os Jatos em Baixos Níveis que leva ar quente e úmido para o Sul do Brasil nesta quarta-feira (09), irá proporcionar o deslocamento da densa camada de poluição para o Rio Grande do Sul, onde não é descartado a chance de chuva ácida, que é a precipitação com a presença de ácido sulfúrico, ácido nítrico e nitroso, resultantes de reações químicas que ocorrem na atmosfera. Lembrando que todas as chuvas são ácidas, mesmo em ambientes sem poluição. Porém, as chuvas tornam-se um problema ambiental quando o seu pH é abaixo de 4,5.



Confira quais cuidados você deve ter durante as tempestades:


O que você deve fazer dentro de casa:

  • Desligue os aparelhos e motores elétricos para não queimar os equipamentos;

  • Deixe para carregar seu smartphone em outra oportunidade;

  • Opte por usar o notebook na bateria e pela rede Wi-Fi, dispensando o uso de fios;

  • Permaneça dentro de casa até a tempestade terminar;

  • Não tome banho ou utilize torneira elétrica;

  • Não tenha contato com qualquer objeto que possua estrutura metálica, como fogões, geladeiras, torneiras;

  • Afaste-se das tomadas, aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como TVs, geladeiras e fogões;

  • Evite usar o telefone com fio ou aparelho conectado à tomada (a menos que seja sem fio ou celular);

O que você deve fazer fora de casa:

  • Procure abrigo. Evite ficar em lugares abertos, como campos, pastos, praias, campos de futebol, piscina, lagos, lagoas e também locais elevados;

  • Evite contato com cercas de arame, grades, tubos metálicos, linhas telefônicas e de energia elétrica ou com qualquer objeto metálico;

  • Afaste-se de tratores e outras máquinas agrícolas, motocicletas, bicicletas, carroças, árvores isoladas, postes, mastros;

  • Caso esteja dentro de um veículo em uma estrada ou na rua,  permaneça dentro dele.

  • Feche os vidros e não encoste nas partes metálicas;

  • Não fique abaixo de árvores ou próximo à torres e não deixe veículos sob as árvores durante as tempestades;

  • Evite soltar pipas, e não carregue objetos, como canos e varas de pesca;

  • Ao ver um fio caído na rua, mantenha uma distância segura. Não se aproxime ou toque nos cabos e entre em contato com a empresa de energia elétrica da sua cidade;

  • Caso não houver nenhum abrigo por perto, fique agachado com os pés juntos e com as mãos na nuca, até a tempestade passar. Não deite no chão.


Em caso de queda de energia:

  • Verifique se o disjuntor de proteção do seu padrão de medição (relógio) está na posição ligado;

  • Confira com seus vizinhos se eles também estão com falta de luz;

  • Na medida do possível, deixe os aparelhos elétricos desligados das tomadas até o retorno da energia;




1,442 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.