Buscar

TEMPO SEVERO NA REGIÃO SUL, CENTRO-OESTE E SUDESTE DO BRASIL

A segunda parte desta semana deve terminar com temporais sobre a Região Sul, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil, indo com base nas últimas atualizações dos modelos meteorológicos. Tudo indica que estamos diante da primeira onda de Tempo Severo na América do Sul dos últimos meses.


Atenção especial para TEMPORAIS na quinta-feira (21) para a Fronteira Oeste e Noroeste do Rio Grande do Sul e ao longo da sexta-feira (22) sobre o Norte e Litoral Norte do Rio Grande do Sul, todo o Estado de Santa Catarina e o Paraná.


QUARTA-FEIRA (20/05/2020)

A vanguarda de uma Baixa associada a uma FRENTE FRIA, vai vir da Argentina para o Rio Grande Sul. Os Jatos de Baixos Níveis (JBN) devem se intensificar nas próximas horas, fazendo aporte de boa carga de umidade e, consequentemente, instabilidades. Porém essa instabilidade deve ficar restrita na Argentina, em especial, nas províncias norte e nordeste com chances moderadas de tempestades severas e ocasionais quedas de granizo e ventos intensos.


QUINTA-FEIRA (21/05/2020)

A FRENTE FRIA de origem polar deve avançar no decorrer do dia pela Argentina, chegando até o fim da tarde no Rio Grande do Sul. As correntes em Baixos níveis entram pelo setor Norte trazendo instabilidade e fortes rajadas de ventos nos níveis inferiores. Os Jatos de Baixos Níveis (JBN) continuará a aumentar trazendo umidade e instabilidade. O sistema de baixa pressão deve se aprofundar no fim da tarde até a noite aumentando seu gradiente, e intensificando correntes em Baixos Níveis com velocidades superiores a 50 nós (92,6 km/h), associado a correntes fortes em 500hpa (5500 metros) e jatos polares de 250hpa (10 km) a 100 nós (185,2 km/h). Esses fatores podem causar tempestades severas embutidas no avanço desse sistema que deve entrar no Rio Grande do Sul com precipitação pesada reforçada pelo aporte de umidade e a baixa.


SEXTA-FEIRA (22/05/2020)

O avanço da Frente Fria deve ser estabelecido no país, em especial pela madrugada teremos precipitações pesadas em grande parte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, enquanto a baixa se aprofunda sobre o Rio Grande do Sul.


O Jatos de Baixos Níveis (JBN) continuará fortalecendo, associado ao aumento da baixa, os gradientes se intensificarão no Mato Grosso do Sul e Paraná ao longo da sexta-feira.


A Pré-Frontal que deve estar atuante no Mato Grosso do Sul, aliada ao aporte de umidade e calor latente presente no ambiente pode gerar ambientes propicies para tempestades severas, com possibilidades elevadas para Supercélula (tempestade caracterizada pela presença de um mesociclone) a partir do meio-dia em quase toda porção Noroeste do Estado e em zonas particulares do Sudoeste.


No final da tarde, a Frente Fria deve entrar no estado de São Paulo e Mato Grosso, a vorticidade elevada pode agravar riscos de tempestades severas no estado do Mato Grosso do Sul ainda pela tarde, os extremos nortes a correntes em Baixos níveis favorecem cortante elevado no estado do Mato Grosso, que pode causar tempestades severas na região extremo sul do estado.

3,264 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.