Buscar

TEMPO SEVERO E CHUVA VOLUMOSA NESTE FINAL DE SEMANA

Nessa sexta-feira (18) várias células de tempestades devem se formar no decorrer da tarde e noite sobre o Paraná, Santa Catarina e centro-norte do Rio Grande do Sul. O responsável pela formação dessas áreas de instabilidade é um cavado (área alongada de baixa pressão), causando uma certa preocupação para os moradores das cidades de Presidente Getúlio-SC, Ibirama-SC, Rio do Sul-SC e municípios próximos que já sofrem com as últimas chuvas, deixando várias pessoas desabrigadas, desaparecidas e um total de 14 mortos até o momento.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Na animação da variável WRF inicializado com o modelo GFS, é possível observar uma pequena Linha de Instabilidade (LI) avançando do Paraguai para o Oeste do Paraná e Oeste de Santa Catarina, regiões onde não se descarta tempo severo com possíveis danos entre o início e meio da tarde desta sexta-feira (18).

PODEROSA LINHA DE TEMPESTADES


Um sistema de baixa pressão atmosférica irá se formar sobre o Centro da Argentina no decorrer desta sexta-feira (18), dando origem a uma poderosa Linha de Instabilidade (LI) associado ao ambiente ciclogenético (onde ocorre a formação de um ciclone) que deve cruzar parte da Argentina e Uruguai, chegando na Fronteira Oeste, Campanha e Centro do Rio Grande do Sul na madrugada e manhã de sábado (19). Essa LI deverá avançar rapidamente sobre as áreas citadas anteriormente, provocando chuva forte, descargas elétricas (raios), granizo de variado tamanho e vendavais (80 km/h a 100 km/h) que, de forma isolada, podem causar severos danos (queda de árvores e postes, falta de energia elétrica, entre outros). Sobre as demais áreas do Estado gaúcho, espera-se temporais isolados, incluindo rajadas de até 90 km/h. Entre Santa Catarina e o Paraná, as instabilidades avançam de forma mais generalizada.

Atenção para possível formação de célula de tempestade com alto poder destrutivo na noite de sábado (19) sobre o noroeste do Rio Grande do Sul, conforme projetado pelo modelo WRF abaixo:

RISCO DE NOVAS INUNDAÇÕES


Nas últimas 72 horas choveu aproximadamente 200 milímetros no Planalto Norte, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Litoral Sul de Santa Catarina. Com o solo encharcado, o risco de novos desmoronamentos e deslizamentos de terra é inevitável, principalmente nos municípios já castigados e que não conseguiram ainda se recuperar da tragédia desta quinta-feira (17). Vários municípios já bateram a média mensal de dezembro!

No decorrer das próximas 48 horas é esperado entre 40 a 60 milímetros de chuva no Sul do Brasil. Nas áreas mais preocupantes, conforme já citado anteriormente nesta matéria, o WRF segue projetando alto volume de chuva no decorrer do domingo (20), variando entre 100 a 200 milímetros de chuva. Infelizmente, qualquer chuva que ocorra nos próximos dias, o solo que já está saturado não irá suportar, gerando novos deslizamentos de terra, alagamentos, enxurradas e inundações. Possíveis alterações sobre o que é projetado pode mudar nas próximas atualizações.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A melhor recomendação neste momento é: Se você mora em uma área de risco com alto potencial para danos econômicos e que pode gerar riscos a sua vida e para aqueles que estão com você, saia de casa e procure abrigo ou fique na casa de parentes. Estamos realizando uma prevenção, e não gerando pânico, algo que já iremos comentar no final desta matéria.

E O CICLONE?

O ciclone irá se formar no centro da Argentina ao longo desta sexta-feira (18) e não deve afetar diretamente o Sul do Brasil. Na animação do modelo GFS (Vento máximo e Pressão atmosférica) é possível observar o deslocamento do ciclone para alto mar entre amanhã e domingo.


CRISE DE PÂNICO, MEDO, ANGÚSTIA...

LEIA COM ATENÇÃO!


A Conexão GeoClima entrou em contato com a psicóloga Jackeline Santos com o objetivo de entender melhor como as pessoas interpretam os textos divulgados na internet e as imagens que elas visualizam, gerando o medo e o pânico.


"Cada pessoa tem uma maneira particular de ver, de sentir e interpretar uma imagem, ou seja, cada um enxerga a sua maneira, trazendo consigo todas suas vivencias e forma como tem percebido o mundo a sua volta. É comum que sintamos medo, angústia, ansiedade, no entanto, quando esses sentimentos se tornam frequentes e aparecem sem um motivo é preciso ficar atento. Segundo Freud, “tudo” teria um significado, a projeção é um mecanismo de defesa em que a pessoa "projeta" seus próprios pensamentos, motivações, desejos e sentimentos indesejáveis. Aprender a reconhecer esses sentimentos, pode ajudar-nos a viver uma vida mais saudável emocionalmente. A solução pode ser procurar um psicólogo, para que juntos identifiquem como isso se instalou em sua vida e as consequências que tem trazido e juntos busquem construir uma maneira de superar."


A publicação abaixo foi usada como base.

Jackeline Santos

Psicóloga - CRP 12/16346

48 99950-7984

@encenapsicologia

Encena Psicologia - Itaguaçu Trade Center Barreiros/São José


Imagens: MetSul Meteorologia e Agroconnect

6,450 visualizações0 comentário
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros