Buscar

Supercélulas de Tempestade causam destruição no Oeste de Santa Catarina

As condições de tempo severo que causaram eventos destrutivos ontem em cidades do Oeste de Santa Catarina já haviam sido previstas pelo meteorologista parceiro da Conexão Geoclima na noite de terça-feira (09/06). Já na manhã de quarta-feira (10/06, às 10:56), emitimos uma previsão probabilistica de tempo para risco de tornado vendaval e/ou granizo. A publicação pode ser acessada nesse link.


Em resumo essa previsão colocava o Extremo Oeste de Santa Catarina e o Noroeste do Rio Grande do Sul sob alerta laranja, com 5% de chance de tornados, 30% de chance de granizo médio à grande, vendaval não tornádico e chuva torrencial. Na imagem ao lado, gerada pela nossa equipe, temos um mapa com um resumo prévio dos eventos reportados e confirmados. Os marcadores em preto, 5 tornados reportados, dos quais apenas 3 foram confirmados; em roxo, vendavais e em vermelho, granizo.


Logo na madrugada de quarta-feira (10/06) o radar de Bernardo de Irigoyen/ARG, pertencente ao Servicio Meteorológico Nacional , já mostrava a presença de células de tempestade que causaram vendavais e granizo algumas cidades do Oeste do Rio Grande do Sul. Com a intensificação do JBN (Jatos de Baixos Níveis*), o acoplamento do cortante inferior e superior gerou temporais mais organizados e consequentemente mais intensos. Às 08:47 da manhã já alertávamos que os temporais poderiam ser mais fortes, com chances de granizo grande (>4 cm), ventos intensos e possibilidade de tornados no setor quente (vanguarda do temporal, onde o levantamento ocorre, de acordo com sua direção em que ela avança) das tempestades.


Com o avanço dessas tempestades pelo OESTE DE SANTA CATARINA no decorrer do dia, diversas cidades registraram danos causados pelos fortes ventos, sendo elas: Ipuaçu, Belmonte, Descanso, Irani e Iporã do Oeste.

Danos registrados em residência em Ipuaçu, Santa Catarina.

Imagem: Defesa Civil de SC

Tempestade registrada pelo seguidor Jean Wickert às 15:56,

em Iporã do Oeste/SC.



Dessas cidades, as mais atingidas foram Descanso e Belmonte. na imagem de radar, vemos o deslocamento da supercélula sobre essas cidades.

Imagens de radar do Servicio Meteorologico Nacional (ARGENTINA) por volta das 17 horas de ontem (10/06)

Registros dos estragos em Belmonte e Descanso, Santa Catarina,

logo após o evento. Imagens: Divulgação/Redes Sociais


Imagens aéreas de Descanso, em SC, no dia seguinte ao ocorrido (11/06).

Fonte: Divulgação/Redes Sociais



Nós da Conexão Geoclima tentamos sempre trazer previsões de curto prazo para eventos severos com o maior profissionalismo, sem achismos ou suposições. Prever o comportamento da atmosfera não é algo fácil e tampouco preciso. O objetivo dos avisos é alertar as pessoas sobre as possibilidades, por mais baixas que sejam, de ocorrência de eventos adversos. Isso permite que cada um possa ter certeza de que a sua vida e a vida dos próximos estão em segurança e também permite a minimização de percas materiais. Nossa página não objetiva ganhar likes, ganhar dinheiro com ''a desgraça alheia'' ou aparecer perante as outras. Nosso objetivo é informar e alertar você, nosso amigo leitor.


1,051 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.