Buscar

SUPER TUFÃO GONI - A PIOR TEMPESTADE DO ANO

Considerado a pior tempestade do ano, o super tufão Goni fez landfall (quando o olho sai da água e toca a terra) na ilha de Catanduanes por volta das 21h00 deste sábado (horário de Brasília), com ventos de 225 km/h e rajadas de 310 km/h que provocaram condições "catastróficas" nas Filipinas, de acordo com as autoridades.


Quatro pessoas, incluindo uma criança de cinco anos na província de Albay, teriam morrido; dois se afogaram, outro foi arrastado pela correnteza e outro pela queda de uma árvore.


Vídeo mostra o município de Camalig, localizado na província de Albay, nas Filipinas, sendo castigada pelo super tufão Goni.

Aproximadamente 1 milhão de pessoas tiveram que ser evacuadas das áreas com maior risco de destruição pelo super tufão Goni. O Aeroporto Internacional de Manila está fechado desde às 02h deste domingo (horário de Brasília).


Goni surge uma semana depois do Molave, que atingiu a mesma região, provocando a morte de 22 pessoas e inundou uma vasta área agrícola antes de seguir em direção ao Vietnã.


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por causa do Covid-19 que interrompeu as aulas no início do ano, todas as escolas particulares e públicas do país estão servindo como centros de alojamento para as pessoas que tiveram que sair das suas casas, além de centros de evacuação administrados pelo governo.


O super tufão Goni pode ser comparado com o super tufão Haiyan, em 2013, que matou mais de 7.300 pessoas, particularmente na cidade central de Tacloban, que foi submersa por ondas gigantes.


COMO AS FILIPINAS SE PREPARARAM?

As Filipinas estão acostumadas a tempestades poderosas - é atingido por uma média de 20 tempestades e tufões por ano e perdeu 22 pessoas quando o tufão Molave ​​atingiu a mesma região na semana passada. Mas este ano os preparativos foram complicados pelo vírus Covid-19, que já causou 380.739 infecções e causou 7.221 mortes nas Filipinas.


Cerca de 347.000 pessoas foram evacuadas, disse o chefe da defesa civil Ricardo Jalad - revisando para baixo o número de um milhão que ele mencionou antes da tempestade.

Academias e escolas foram convertidas em abrigos de emergência seguros para as pessoas

Pacientes com coronavírus em tratamento em barracas de isolamento foram evacuados, disseram as autoridades. Portos e aeroportos foram fechados, e escolas, academias e centros de evacuação administrados pelo governo estavam sendo usados ​​como abrigos de emergência protegidos.


"Evacuar pessoas é mais difícil neste momento por causa do Covid-19", disse o porta-voz regional da defesa civil de Bicol, Alexis Naz, à AFP no sábado.


Bens de socorro, maquinário pesado e equipamento de proteção individual foram transferidos para áreas carentes, mas um prefeito local na província de Quezon disse que a pandemia havia esgotado seus fundos para emergências em desastres.



Referências: Observador.PT, VIXC, BBC e Conexão GeoClima

688 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.