Buscar
  • Bianca Leroiz

SUPERBÓLIDO CRUZOU O CÉU DO RS E SC E FEZ A NOITE VIRAR DIA POR INSTANTES. VEJA O VÍDEO

Um superbólido cruzou o céu do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no início da madrugada do dia 1° de outubro de 2020. O fenômeno foi registrado pelas câmeras da BRAMON, Clima ao Vivo e Observatório Heller & Jung.


De acordo com a Brazilian Meteor Observation Network (Bramon), a luz foi tão intensa que, em algumas localidades, a noite virou dia por alguns instantes. Veja o vídeo;




O superbólido provoca uma claridade muito maior do que um meteoro do tipo fireball. Em relatos, alguns moradores chegaram a ouviram um estrondo muito forte. O Professor Carlos Jung, diretor da Bramon, ressalta que, dependendo do tamanho, pode ser perigoso, causar tremores no chão e prejuízos. Mas, por hora, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil da região ainda não registraram nenhuma ocorrência. 


O Observatório Heller & Jung já registrou mais de 11 mil meteoros, mas segundo Jung, o registrado nesta madrugada foi o maior de todos. "Estamos calculando e analisando para estimar o tamanho. Possivelmente tem mais de um metro de diâmetro".


Marcelo Zurita, técnico da Bramon, explica que diminui muito quando entra em contato com a Terra: "Quando chega no chão, já está bem menor e com velocidade bem reduzida. Durante a passagem atmosférica ele se fragmenta bastante".


Análises feitas a partir dos vídeos, permitiram traçar a trajetória do superbólido. Ele começou a brilhar a 89,5km sobre a Zona Rural a Leste de Caxias do Sul e seguiu a norte a 16,9 km/s (60,9 mil km/h). Nos 6 segundos, ele brilhou intensamente, superando o brilho da Lua até a sua explosão e extinção a 22 km de altitude sobre o município de Vacaria, no RS.




Fonte: BRAMON



1,092 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.