Buscar

"Mini-lua" é fotografada e sua taxa de rotação é calculada




Em meados de Setembro de 2020 os astrônomos detectaram um objeto se aproximando da Terra e concluíram que ele deveria se tornar uma mini-lua — sem representar nenhum perigo. Recentemente, o The Virtual Telescope Project registrou o objeto enquanto chega ainda mais perto do nosso planeta.



(Imagem: Reprodução/Gianluca Masi/The Virtual Telescope Project)


Logo quando foi descoberto, o objeto que, supostamente, seria um asteroide recebeu o nome de 2020 SO, porém, como seu brilho aparentemente é fraco, é muito difícil para se identificar. No entanto, Paul Chodas e Davide Farnocchia ambos do NASA Jet Propulsion Laboratory, sugeriram que poderia ser uma parte descartada do foguete Centauro que enviou uma carga experimental chamada Surveyor 2 para a Lua em Setembro de 1966.


Embora ainda não se saiba a natureza do objeto, já temos algumas imagens dele e algumas evidências de sua taxa de rotação. As imagens foram feitas através da unidade robótica Elena, disponível no Virtual Telescope. A primeira imagem é uma exposição de 120 segundos — por isso as estrelas aparecem ao fundo na forma de rastros. Na segunda imagem, no canto superior esquerdo, foi capturada com o método oposto: o telescópio rastreou o movimento aparente das estrelas por 60 segundos e, por isso, o 2020 SO deixou um rastro.





No momento da imagem, o 2020 SO estava cerca de 80 mil km de distância, se aproximando sem representar nenhum perigo. Agora ele já se encontra a uma distância menor, de 50 mil km. Já é possível usar a espectroscopia para ter mais detalhes da sua composição, além de que observações a curto prazo permitem a identificação de variações na superfície do objeto (manchas escuras/claras e variações topográficas) . Caso a origem desse objeto seja descoberta e que não se trata de algo feito pelo humanos, significa que se trata de uma rocha bastante lenta.


Até março de 2021, o objeto será um satélite do nosso planeta.




Fonte: The Virtual Telescope Project, Canaltech



1,257 visualizações0 comentário