Buscar

NOVO COMETA S3 ERASMUS PODE SER VISTO NO FINAL DE NOVEMBRO

Atualizado: 27 de Nov de 2020

Este ano tem sido um ótimo ano para os amantes dos cometas e, nas últimas semanas de Novembro e início de Dezembro, o cometa C/2020 S3 Erasmus pode aparecer nos céus noturnos a medida que ele se aproxima do Sol. Diferente do C/2020 F3 NEOWISE que nos proporcionou um verdadeiro espetáculo no céu, o S3 Erasmus terá um brilho mais fraco.


Cometas são corpos composto por gelo e rocha que vagam no Sistema Solar em órbitas elípticas e inclinadas em relação ao plano orbital dos planetas. O seu destaque fica por conta da bela cauda formada quando o cometa se aproxima do periélio (maior proximidade ao Sol) e o gelo que o compõe acaba sublimando e expelindo material para o espaço.





Descoberto em 17 de setembro de 2020 por Nicolas Erasmus, do projeto ATLAS-MLO (Asteroid Terrestrial-impact Last Alert System, no Mauna Loa, Hawaii, EUA), na contelação do Monoceros, entre as estrelas 15 e 17 Monocerotis e se apresentou como um astro de 18ª magnitude. Nas duas imagens abaixo é possível observar a órbita do cometa S3 Erasmus em relação à órbita dos planetas do Sistema Solar. Na imagem superior vemos a totalidade da órbita estimada para o cometa e a órbita do planeta Netuno (em azul claro). Na imagem inferior, vemos o momento de maior aproximação, onde o Sol se encontra no centro do sistema de coordenadas, Mercúrio tem sua órbita indicada pela cor rosa, Vênus na cor roxa, Terra na cor azul e Marte na cor vermelha. Nota-se que no momento do periélio, o cometa deve passar pelo interior da órbita de Mercúrio, distante 1,037 Unidades Astronômicas do Sol, no dia 12 de Dezembro de 2020 às 14h00 UT apresentando magnitude 6,5 e no limite de observação a olho nu em locais muito escuros.


Créditos: JPL Small-Body Database Browser



Segundo informações do REA/Brasil (Rede de Astronomia Observacional), o S3 Erasmus já foi observado no Brasil por José Guilherme de Souza Aguiar, de Campinas/SP, entre os dias 18 e 23 de outubro. Neste intervalo de 5 dias, o brilho do cometa passou de magnitude 11,2 para 10,7- o que significa que ele já estava quase visível para binóculos de lentes 7x50.





Confira os dados dos registros feitos no Brasil clicando aqui.


Se o cometa continuar nesse ritmo, é bem possível que ele atinja a 7ª magnitude até o final de novembro. Nesse momento, ele estará bem próximo a Vênus. Entre as 3h e 4h da manhã o cometa já pode ser visível e no inicio de dezembro o cometa estará bem baixo no horizonte, antes do sol nascer, o que é triste, pois neste momento, o cometa será de 6ª magnitude, o que seria o suficiente para vermos ele a olho nu como um pontinho no céu.



O círculo em vermelho está indicando a localização do cometa S3 Erasmus, às 4h da manhã do dia 26 de novembro.

(Imagem: Daniele Cavalcante/Canaltech/Stellarium)






Felizmente, a nave SOHO (Solar Heliospheric Observatory) da NASA poderá captar o momento que ele se aproxima do Sol, entre os dias 12 a 31 de dezembro, e dando aos cientistas uma grande oportunidade de estudar o Cometa.



Fonte: REA/Brasil, Canaltech, Cometografia

1,578 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo