Buscar
  • Bianca Leroiz

Chuva de Meteoros Leonídeas será visível em todo o Brasil nesta madrugada

Atualizado: Nov 17

Todo ano, entre os dias 15 e 20 de Novembro, acontece a Chuva de Meteoros Leonídeas. Mas é no dia 16 e 17 que ocorre seu pico - momento em que a maior quantidade de meteoros pode ser observada.


Léonide durante o pico de 2009.

Imagem: Navicore

Essa chuva de meteoro é associada aos detritos deixados pelo cometa Tempel-Tuttle com um período orbital de 33 anos. Essa chuva também é uma das mais famosas da história. Os detritos do cometa Temple-Tuttle já foram responsáveis por verdadeiros espetáculos cósmicos, como aqueles observados em 1833 e 1966.



Antigas gravuras mostram a chuva de meteoros Leônidas em 1833 na esquerda e em 1799 na direita.

Créditos: Adolph Vollmy (1833) / Edward Dunkin (1799)


Segundo relatos, a chuva de meteoros Leonídeas gerou dezenas de milhares de meteoros em menos de uma hora: cerca de 60 meteoros a cada segundo riscavam o céu daquela noite.


COMO OBSERVAR?


A chuva de meteoros Leonídeas é bastante conhecida por produzir meteoros super rápidos, a uma velocidades de 71 km/s. Segundo cálculos do In the Sky, em condições ideais será possível ver de 15 a 20 meteoros por hora.


Os meteoros começam a surgir no horizonte, a partir da 01h (horário de Brasília) e estará completamente visível no céu a partir das 03h e durará até o amanhecer, na constelação de Leão. Esse ano quase não teremos o brilho da Lua — ela estará apenas 5% iluminada, o que ajudará muito nas observações.


Para otimizar e aumentar as chances de observar vários "bólidos", é aconselhável se dirigir à lugares distantes de grandes centros, para fugir da poluição luminosa.



CONDIÇÕES DO TEMPO PARA OBSERVAÇÕES


Confira por região, as áreas mais propícias para a visualização do evento astronômico:


Região Sul: Centro-Sul do Rio Grande do Sul e centro-norte do Paraná


Região Sudeste: Centro-sul de São Paulo e oeste do Rio de Janeiro


Região Centro-Oeste: Oeste, Sudoeste, Sul e Centro do Mato Grosso do Sul


Região Norte: Áreas bem isoladas da região, quase nula a chance de observar


Região Nordeste: Nenhuma área



Informações sobre as condições do tempo Paulo Hames/Conexão GeoClima

1,439 visualizações
Mais Soluções - Corretora de Seguros
Mais Soluções - Corretora de Seguros

Conexão Geoclima © 2013 – 2020.

Todos os direitos reservados.